06/09/2009

Escôo.

Recomponha-se,
Não para demonstrar
Força;
Para pôr em ordem
Os pensamentos,
Vagos.
Para baixo
Os lábios se
Curvam.
Os dentes formam
Uma linha
Em zigue-zague,
Emperrados.
Mas algo deve
Ser expulso.
Lágrima ponta
Solitária
Num olhar
Igualmente
Acompanhado.
Com o controle
Recomposto,
Palavras jorram,
Lágrimas são
Proferidas.
Em linhas tortas
O arrependimento
Se configura;
Num rosto que já
Havia esquecido como
Se lavar, o aprendizado
Torna-se a toalha do
(Auto)Perdão.
Por H. O.

Um comentário:

  1. Lindo! Aliás, como tudo que você escreve. Parabéns pelo blog. =)

    ResponderExcluir

Agora é sua vez de falar... vamos adorar saber sua opinião.